domingo, 14 de julho de 2013

Desafios das Missões Transculturais.
Bases do Fundamentalismo Religioso na Janela 10/40. 



Os cristãos entendem que a bíblia é a fonte de todo o conhecimento necessário para que o homem viva de acordo com a vontade de Deus. A bíblia é a palavra de Deus, que muitos ainda desconhecem. Nós conhecemos, mais existem milhares e milhares de pessoas que ainda nunca ouviram falar de Cristo, de Jesus, do amor de Deus e do seu plano de salvação para resgatar o seu povo.
Se temos a consciência que existe milhares de pessoas que nunca ouviram a palavra de Deus, o que temos feito para mudar isso? Fomos chamados para cumprir o Ide do Senhor, para propagar o evangelho, levar as Boas Novas aos povos, tribos, nações não alcançadas.
Será que teremos que ter uma perseguição como aconteceu com a igreja em Jerusalém[1] para acordarmos de nossa letargia, de nosso sono espiritual e zona de conforto?
Os testemunhos históricos nos diz que mesmo sendo perseguidos, os cristãos testemunhavam[2] e muitos eram perseguidos, torturados e martirizados, mais não cessavam de falar. Quanto mais testemunhavam acrescentava-lhe o Senhor, dia a dia, os que iam sendo salvos[3]; e crescia a palavra de Deus e, em Jerusalém, se multiplicava o número dos discípulos; também muitíssimos sacerdotes obedeciam a fé[4].
Devemos aproveitar as oportunidades que temos hoje, a liberdade de poder expressar nossa fé em Cristo Jesus para propagar a palavra de Deus. Hoje existem vários grupos missionários dispostos a sair e cumprir o Ide do Senhor, então não a desculpas para não fazer a obra e juntarmos a eles para somarmos e levar o evangelho a esses povos não alcançados da Janela 10/40, como a Índia e muitos outros.
Esse é o tema que iremos abordar de forma sucinta neste trabalho.

1- DESAFIO DAS MISSÕES TRANSCULTURAIS.

Primeiramente antes de falarmos sobre missão transcultural precisamos entender o que é missão transcultural, o que a palavra missão e cultura significam para que possamos entender os desafios das missões transculturais.

Missão: A palavra missão é originária do termo latim missio, que quer dizer enviado. Portanto, missio Dei, ou seja: a missão de Deus.
A missão foi originário do coração de Deus que executou o plano de salvação enviando seu Filho, que enviou o Espírito Santo,que enviou os apóstolos.

Cultura: Quando ouvimos alguém falar o português corretamente, usando os talheres, apreciando uma obra de arte, falando de lugares diferentes, de pessoas importantes na historias, dizemos que ela tem cultura. E as que falam português desarticulado, não conhecem nem um lugar, nem mesmo sua própria cidade e não se comporta de modo civilizado, falamos que ela não tem cultura.

“Podemos definir cultura como os sistemas mais ou menos integrados de ideias, sentimento, valores e seus padrões associados de comportamentos e produtos, compartilhados por um grupo de pessoas que organiza e regulamento a o que pensa, sente e faz.” [5]

Agora podemos falar de missão transcultural e seus desafios.

“Portanto, quando falamos de missão transcultural, estamos falando do esforço da Igreja em cruzar qualquer fronteira que separe o missionário de seu público alvo.”[6]

Missão transcultural é romper barreiras da cultura religiosa, linguística, etnia, costumes, além das sociais, morais etc.
O missionário deve ter em mente, que o evangelho não pertence a nenhuma cultura, ela é a revelação que Deus faz de si mesmo e de seus atos sobre todos.
O missionário deve romper com qualquer preconceito que possa atrapalha-lo na obra missionária, revestir do amor de Deus pelas almas e obedecer ao chamado do Senhor.
“Todas as culturas podem servir adequadamente como veículos de comunicação do evangelho. Se não fosse assim, as pessoas teriam de mudar de cultura para se tornarem cristãs. Isso não significa que o evangelho seja totalmente entendido em uma cultura, mas que todas as pessoas podem aprender o suficiente para serem salvas e crescerem na fé dentro do contexto de sua própria cultura.”[7]

Os desafios da missão transcultural

1- O preconceito da igreja local.
            Muitas igrejas ainda não conseguem entender o trabalho missionário transcultural, por muitos motivos como: desconhecer a necessidade dos povos não alcançados, por achar que no local existem muitas pessoas que precisam ouvir a palavra. Esquecem porem, ( no caso do Rio de Janeiro), existem muitas igrejas e pessoas , e meios de comunicação para a propagação do evangelho. Por falta de conhecimento da palavra ou mesmo por ignorar parte dela. Pois a bíblia é muito clara quando diz:

Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. 
Atos 1:8
E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura. Marcos 16:15

            Devemos fazer missão porque é uma ordenança do Senhor, levar o evangelho a todos os povos, tribos e nações.

2- O idioma, ou dialeto local.
O missionário deve se preparar para melhor ser útil na obra, como evangelizar em outro idioma que não o seu.


3- Cultura
            Sabemos o que é cultura e que cada país possui a sua, não devemos impor nossa cultura a ninguém, mesmo porque Deus não está limitado a cultura nenhuma.
Sabemos que nem tudo na cultura é reprovável, os homens criam culturas que muitas são boas e úteis pelo cristão. Toda cultura oferece uma medida de ordem que torna a vida possível e significativa. Mais por causa do pecado do homem, também possuem estruturas e práticas pecaminosas.

4- Mudança de Rotina
            Qualquer mudança na vida de um indivíduo provoca um certo desconforto, ainda mais uma mudança radical de rotina que se está acostumado ,para uma totalmente diferente da sua. Como acordar em determinado horário, ir ao banheiro, cozinhar, tomar banho. Etc. coisas simples que se está acostumado a fazer ,mais que em outro país não é tão simples assim.

5- Mudanças no Relacionamentos
            A vida do homem está centrada nos relacionamentos sejam, com amigos, familiares, colegas de trabalho, chefe,etc. Manter relacionamentos em nossa cultura é difícil , em cultura diferente então nem se fala.O missionário deve ter todo cuidado de não ficar isolado, sozinho e fazer o possível para relacionar da melhorar maneira com o povo local, fazendo novas amizades para que a solidão não o faça desistir de sua missão.

6- Choque Cultural
            Os primeiros dias em uma cultural são uma mistura fascinação e experiências chocantes como : escovar o dente na pia de lavar louça, tomar banho no rio ou em cacimba, comer animais como macaco, jabuti,paca e outros que não estamos acostumados, dormir em rede ou ao relento e muito mais. Esses choques culturais a princípio não tem o menor problema,mais sem perceber mexe com o nosso psicológico, muda nossa percepção da realidade, nos deixa mais frágil e vulneráveis a estresse,depressão etc. Problemas que os missionários tem que está ligados para não permanecerem nesse estado que o afastamento da família e o choque cultural faz.
            Esses são alguns dos desafios e muitos outros que os missionários devem enfretar se quiserem fazer a obra de Deus, se quiser propagar o evangelho a toda a criatura, levar a boas novas aos países não alcançados. Isso não pode e não deve servir de empecilho para a obra de Deus.

 2- BASES DO FUNDAMENTALISMO RELIGIOSO NA JANELA 10/40.

Os cristãos estão unindo forças entre si para juntos com um só propósito  chegar até os povos não alcançados pelo evangelho. Mais existem ainda muitos cristãos que não sabem que ainda existem muitas almas que nunca ouviram falar de Jesus Cristo, que nunca chegou até eles as boas novas, e quando  chega por causa do fanatismo religioso de muitos países, esses cristãos são perseguidos, torturado e mortos por não negarem a fé em Cristo. O homem que teve um encontro com Deus não pode ficar alheio a estas coisas, ficar em sua zona de conforto enquanto muitos sofrem e padecem pelo Reino. Apesar do evangelismo está caminhando a passos lentos, ha pessoas determinadas a serem instrumentos do Senhor, cumprindo o ide por todo mundo e pregai o evangelho.[8]

Com este propósito, muitos grupos missionários surgiram, um deles é a Janela 10/40, que tem como base alcançar os povos que nunca ouviram o evangelho, que desconhecem seu plano redentor.

Janela 10/40 é uma faixa de terra com um formato de um retângulo onde se concentra os países que não foram alcançados pelo evangelho, ou seja, nunca ouviram falar de Cristo.
Esses países são os alvos dos missionários para levar as boas novas, levar Cristo a esses povos, dando a eles a chances de ouvir o plano da salvação.


Fonte : Site “ O Caminho”

Na janela 10/40 os países com maior numero de não cristão são; China ,Índia, Indonésia, Japão, Bangladesh, Paquistão, Nigéria, Turquia, e irã. Por isso a importância da proclamação evangelho a estes povos. Com esses esforços eles terão a oportunidade de serem libertos das heresias das seitas diabólicas as quais tem se submetidos todos esses anos.
 Os paíse supracitados são apenas os que tem maior numero de não cristãos, mais ainda existem muitos países que fazem parte da janela 10/40 como:
NO ORIENTE MÉDIO – 21 PAÍSES
         Arábia Saudita, Argélia, Catar, Egito, Emirados Árabes Unidos, Iêmen, Irã, Iraque, Israel, Palestina, Jordânia, Kuweit, Líbano, Líbia, Marrocos, Mauritânia, Omã, Síria, Sudão, Tunísia e Turquia.
ÁFRICA – 12 PAÍSES
         Benin, Burkina, Cabo Verde, Chade, Djibuti, Etiópia, Gâmbia, Guiné, Guiné-Bissau, Mali, Níger e Senegal.



ÁSIA – 21 PAÍSES
         Afeganistão, Bangladesh, Barein, Butão, Camboja, China, Coréia do Sul, Coréia do Norte, Filipinas, Índia, Japão, Laos, Malásia, Maldivas, Mongólia, Nepal, Paquistão, Sri Lanka, Tailândia, Taiwan (Formosa) e Vietnã.
EURÁSIA – 3 PAÍSES
         Cazaquistão, Turcomênia e Tadjiquistão.
EUROPA – 4 PAÍSES
         Albânia, Chipre, Gibraltar e Grécia.
Há 28 países muçulmanos (sem incluir seis da antiga união soviética), 7 nações budistas, 3 Marxistas e 2 países hindus, formando o maior aglomerado de povos não alcançados.
É de grande relevância a propagação do evangelho na janela 10/40, mesmo por que, Deus nós deixou uma ordenança.
E disse-lhes: Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda criatura.
Marcos 16:15
E porque os maiores números de povos não alcançados se encontram Janela 10/40, ali se concentra as 3 maiores religiões como, hinduísmo, budismo, islamismo.






3-  PRINCIPAIS LINHAS DOUTRINÁRIAS DA RELIGIÃO HINDU.


O hinduísmo é a principal religião da Índia, essa seita é uma mistura de várias crenças com estilo de vida. O não tem fundador, nem credo fixo nem organização de espécie alguma. Projeta-se como a "religião eterna" é a terceira maior religião do mundo em número de seguidores.
A palavra hinduísta significa "indiano” (da mesma raiz do rio Indo), e talvez a melhor maneira de definir o hinduísmo seja dizer que é o nome das várias formas de religião que se desenvolveram na Índia depois que os indo-europeus abriram caminho para a Índia do Norte, de 3 a 4 mil anos atrás. O cristianismo e o judaísmo também têm uma história que se estende por milhares de anos.
Além da Índia, tem um grande número de seguidores em países como, por exemplo, Nepal, Bangladesh, Paquistão, Sri Lanka e Indonésia.

Os hindus são politeístas, ou seja, acreditam em vários deuses. Os principais deles são: Brahma (representa a força criadora do Universo); Ganesa (deus da sabedoria e sorte); Matsya (aquele que salvou a espécie humana da destruição); Sarasvati (deusa das artes e da música); Shiva (deus supremo, criador da Ioga), Vishnu (responsável pela manutenção do Universo).

Os principais textos do Hinduísmo são: Veda (considerado o mais importante), Upanishadas, Mahabharata e o Ramayana. Essas escrituras contêm hinos, encantamentos, filosofias, rituais, poemas, e histórias nas quais os hindus baseiam suas crenças. Outros textos usados pelo Hinduísmo são os Brahmanas, Sutras e os Aranyakas.
A Índia é dividida por sistema de castas
Embora tenha sido oficialmente extinto, o sistema de castas ainda faz parte da cultura hindu. No sistema antigo, as pessoas eram divididas de acordo com sua posição social. Os grupos (castas) eram: brâmanes (religiosos e nobres), xatrias (guerreiros), vaixias (agricultores e comerciantes), sudras (escravos) e párias (sem castas).

Fonte: site “ O Cristãos Hoje “
Cada casta tem suas próprias regras de conduta e de prática religiosa, que determinam com quem a pessoa pode se casar, o que ela pode comer, com quem pode se associar e que tipo de trabalho pode realizar. A base religiosa desse sistema é a noção de pureza e impureza.
Para um brâmane tudo que tem a ver com as coisas corporais e materiais são impuros. Se por algum motive ele se tornou impuro, como pelo sexo, ou por meio de contato com uma pessoa sem casta, deve se purificar se.
Tradicionalmente os indianos se purificam lavando se no rio mais sagrado segundo eles da Índia que é o rio Gange.

Os hinduístas também têm os animais como sagrados, um que se destaca é a vaca. Em termos de culto, a vaca é mais "pura" do que o brâmane. Assim, a pessoa que toca uma vaca está ritualmente limpa. Todos os produtos derivados da vaca , o leite e a manteiga , são utilizados em diversas cerimônias de purificação. Até mesmo o excremento e a urina da vaca são tão sagrados que podem ser usados como agentes de purificação.
Fonte: Site “ O Cristãos Hoje”
Os hindus acreditam no carma e reencarnação, que o homem tem uma alma imortal, que não morre quando morremos, e não envelhece quando envelhecemos. Creem que quando o indivíduo morre, sua alma renasce numa casta mais baixa ou alta, ou simplesmente em um animal.
Acreditam que nossas atitudes em vida podem ter consequências depois da morte que é a reencarnação. O homem colhe aquilo que semeou. Os resultados das ações , ou frutos de uma vida , derivam dessas ações automaticamente. Poderíamos dizer que a transmigração está sujeita à lei da causa e efeito Para eles, o homem colhe aquilo que semeou. Os resultados das ações, ou frutos de uma vida, derivam dessas ações automaticamente, ou seja, você é hoje o resultado do foi ontem. A doutrina do carma dá sustentação a um esquema de relações sociais como o sistema de castas.
O hinduísmo não possui uma doutrina clara sobre a salvação. Dentro do hinduísmo há uma grande quantidade de movimentos e seitas com visões divergentes.
Mais três são os caminhos diferentes para a graça, que exerceram papel relevante na história da Índia - e continuam prevalecendo no hinduísmo moderno. São as Vias do sacrifício, do conhecimento e da devoção.
Vias do sacrifício
Fazendo sacrifícios e boas ações, muitos hinduístas tentam obter a felicidade terrena, boa saúde, riqueza e copiosa descendência.
Conhecimento
É apenas quando o homem adquire o reto conhecimento que ele é redimido da implacável roda da transmigração. O conhecimento que traz a salvação é o de que a alma humana (atmã) e o mundo espiritual (Brahman) são uma coisa só.
Devoção
O caminho mais seguro para a salvação é o bhakt, a devoção a Deus e a crença nele. Outro ponto importante é que todas as pessoas, independentemente de sexo ou casta, podem conseguir a graça se se devotarem a Deus. Todas as três vias de salvação se baseiam na doutrina do carma.



4- BASE BÍBLICA – TEOLÓGICA PARA REFUTAÇÃO DESSAS DOUTRINAS.

Politeísmo
Não terás outros deuses diante de mim; Deuteronômio 5:7
          Assim diz o SENHOR, Rei de Israel, e seu Redentor, o SENHOR dos Exércitos: Eu sou o primeiro, e eu sou o último, e fora de mim não há Deus. 
Isaías 44:6
Olhai para mim, e sereis salvos, vós, todos os termos da terra; porque eu sou Deus, e não há outro. Isaías 45:22

Carma
Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá; (João 11:25)
Tendo esperança em Deus, como estes mesmos também esperam, de que há de haver ressurreição de mortos, assim dos justos como dos injustos. 
(Atos 24:15)
Porque, se fomos plantados juntamente com ele na semelhança da sua morte, também o seremos na da sua ressurreição; (Romanos 6:5)
Jesus respondeu: Na verdade, na verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito, não pode entrar no reino de Deus. (João 3:5)
Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; (Efésios 2:8,9)
E, como aos homens está ordenado morrerem uma vez, vindo depois disso o juízo, (Hebreus 9:27)


Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz. E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.
(João5:28,2)

Adoração
Então disse-lhe Jesus: Vai-te, Satanás, porque está escrito: Ao Senhor teu Deus adorarás, e só a ele servirás. (Mateus 4:10)
Deus é Espírito, e importa que os que o adoram o adorem em espírito e em verdade. (João 4:24)
Adorai ao SENHOR na beleza da santidade; tremei diante dele toda a terra. 
(Salmos 96:9)
Porque está escrito: Como eu vivo, diz o Senhor, que todo o joelho se dobrará a mim, E toda a língua confessará a Deus. (Romanos 14:11)

Salvação

E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos. (Atos 4:12)
Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim. (João 14:6)
E acontecerá que todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo. 
Atos 2:21
A saber: Se com a tua boca confessares ao Senhor Jesus, e em teu coração creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo. (Romanos 10:9)

Porque pela graça sois salvos, por meio da fé; e isto não vem de vós, é dom de Deus. Não vem das obras, para que ninguém se glorie; Efésios 2:9

5- A RELEVANCIA DA PROCLAMAÇÃO DA VERDADE NA TRANSFORMAÇÃO DESSAS SOCIEDADES.

Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. Atos 1:8
Primeiramente como cristãos, devemos amor a Deus sobre todas as coisas e ao nosso próximo como a nós mesmo. Se amamos a Deus devemos amar também nosso irmão e esse amor não pode ficar só em palavras, temos que coloca- ló em ação ,levando o evangelho para que todos tenham a mesmo oportunidade de ouvir falar do plano de salvação que Deus traçou para a humanidade.
Se cremos que a Bíblia é a Palavra de Deus devemos crer necessariamente que missões transculturais é o programa de Deus, visto que de Gênesis ao Apocalipse ela nos revela o amor de Deus pelas nações da terra. (Gn.12:3b; Is.49:6; Apoc.5:9).
Devemos deixar nossa zona de conforto para cumprir o Ide do Senhor. Devemos pregar o evangelho aos povos não alcançados por que é uma ordenança do Senhor.
Porque nesses países há a necessidade de ouvir falar do amor de Cristo,eles precisam reconhecer que Cristo é seu Senhor e único salvador, que não existe vários deuses e sim um único Deus, que por tua palavra tudo se fez.
O missionário deve ter consciência que a salvação quem dá é Deus, pois quem convence o homem do pecado é Deus, mais a nossa responsabilidade é de propagar o evangelho a todos sem exceção.
Então, onde houver uma alma, um povo, tribo, nação, que não ouviu falar de Cristo,há relevância na proclamação do evangelho.


CONSIRERAÇÕES FINAIS
Pregar o evangelho é a obrigação de todos os cristãos que amam a Deus sobre todas as coisas e o próximo como a ti mesmo. Esses são uns dos mandamentos o amor ao próximo. Se amamos o próximo como a nós mesmo, devemos amá-lo o suficiente ao ponto de deixarmos nossa zona de conforto e levarmos o amor de Deus até a eles. Assim como o amor de Deus de alguma forma chegou até nós, devemos desejar o mesmo para esses povos não alcançados, não somente desejar, mais sermos um instrumento nas mãos de Deus para que as Boas Novas chegue até eles.
Assim como o Pai enviou o seu Filho[9];ambos enviaram o Espírito Santo[10]; e nós somos enviados pelo Filho, sendo guiados pelo Espírito[11]. Isso significa que a missão nasceu no coração de Deus, e uma igreja que nãofaz missão, não evangeliza, não pode ser chamada de igreja.
Já está mais que na hora de acordarmos enquanto temos liberdade para pregar, antes que tente calar a nossa voz com tentaram fazer com os cristãos da igreja primitiva e tentam fazer com os cristãos das igrejas perseguidas de hoje que sofrem e são mortos por amor a Deus, por amor as almas.Deus nos escolheu, predestinou para louvor de Sua glória[12];também nos escolheu para propagar o seu amor.
Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra. Atos 1:8
A nossa parte é propagar a palavra de Deus e o Espírito convencer o homem do seu pecado.
E, quando ele vier, convencerá o mundo do pecado, e da justiça e do juízo. João 16:8
Jesus é o único caminho que nos leva a Deus[13], então já está na hora de fazermos uma revolução missionária.
                                                                                                                       JP
REFERENCIAS BIBLIOGRÁFICAS
HIEBERT,PAUL,G.O evangelho e a diversidade das culturas.São Paulo: Vida Nova.2010.
Bíblia da mulher, Ed. Mundo cristão

 E outros


[1] Atos cap.8.1
[2] Testemunha em grego significa mártir
[3] Atos cap. 2.47
[4] Atos cap. 6.7
[5] HIEBERT,PAUL,G.O evangelho e a diversidade das culturas.São Paulo: Vida Nova.2010.pag.30
[6]  Fonte : Site “ Pés Formosos”
[7] HIEBERT,PAUL,G.O evangelho e a diversidade das culturas.São Paulo: Vida Nova.2010.pag 55,56
[8] Marcos cap. 16.15
[9] João 3.16
[10]  João 14.26; 15.26
[11]  João 17.18; 20.21
[12] Efésios 1.4-6
[13]  João 14.6

Nenhum comentário:

Postar um comentário